25 de fevereiro de 2010

Achados por aí

Duas curiosidades religiosas encontradas em sites onde fui dar levado nas ondas.
A primeira contraria uma suposição minha. Apesar de não ser crente até acreditava que a fé salvava, que era tranquilizadora e que as pessoas com fé viveriam mais tranquilas. Parece que não é assim, pelo menos a fazer fé num estudo recente nos EUA: quanto mais religioso é um estado tanto maior o número de ocorrências relacionadas com comportamentos imorais, suicidários ou criminosos.




via Random Precision





A outra curiosidade é para mim mais óbvia.
Uma espécie de decálogo (palavra escorregadia para um disléxico) para um cristão inabalável.


This has been going around the Internet for a while, but is worth reading again. (Especially for you Christians.)
10- You vigorously deny the existence of thousands of gods claimed by other religions, but feel outraged when someone denies the existence of your god.
9- You feel insulted and ‘dehumanized’ when scientists say that people evolved from lesser life forms, but you have no problem with the Biblical claim that we were created from dirt.
8- You laugh at polytheists, but you have no problem believing in a Trinity god.
7- Your face turns purple when you hear of the ‘atrocities’ attributed to Allah, but you don’t even flinch when hearing about how God/Jehovah slaughtered all the babies of Egypt in ‘Exodus’ and ordered theelimination of entire ethnic groups in ‘Joshua’—including women, children, and animals!
6- You laugh at Hindu beliefs that deify humans, and Greek claims about god sleeping with women, but you have no problem believing that the Holy Spirit impregnated Mary, who then gave birth to a man-god whogot killed, came back to life and then ascended into the sky.
5- You are willing to spend your life looking for little loop-holes in the scientifically established age of the Earth (4.55 billion years), but you findnothing wrong with believing dates recorded by pre-historic tribesmen sitting in their tents and guessing that the Earth is a couple of generationsold!
4- You believe that the entire population of this planet wi th the exception of those who share your beliefs—though excluding those in all rivalsects—will spend Eternity in an infinite Hell of Suffering. And yet you consider your religion the most ‘tolerant’ and ‘loving’.
3- While modern science, history, geology, biology, and physics have failed to convince you otherwise, some idiot rolling around on the floor, speaking in ‘tongues,’ may be all the evidence you need.
2- You define 0.01% as a “high success rate” when it comes to answered prayers. You consider that to be evidence that prayer works. And you think that the remaining 99.99% FAILURE was simply the will of God.
1- You actually know a lot less than many Atheists and Agnostics do about the Bible, Christianity, and church history—but still call yourself a “Christian.”

Read more: http://attuworld.com/celebrity/what-do-you-think-top-ten-signs-that-you-are-an-unquestioning-christian.html#more-33024#ixzz0gVHAwShG


3 comentários:

CCF disse...

Ha estudos para mostrar tudo e o seu contrário também. Duvidoso, portanto...embora sirva bem a cruzada dos "ateus convictos e praticantes" :)
~CC~

*JjS* disse...

"Cruzada" só pode mesmo ser ironia assim muito cristã. Se fosse islâmica seria uma "crescentada" e sionista talvez uma "estrelada". Quanto aos seguidores de buda, não há dúvida, o termo é mesmo uma "barrigada"...
Aqui não. Qunto muito podemos falar de uma oposição "ateada" contra a idiotice que são todas as religiões.
Os ateus têm todo o direito de se manifestarem e por mais que o façam nuncam conseguirão aproximar-se da intrusão da propaganda e proselitismo religioso.
Se os crentes podem expressar a sua crença e agir socialmente com os credos e deus na boca como se isso fosse obrigatório para toda a gente, os ateus têm todo o direito de lhes responder bem alto: "deus não existe".
E com isto, não há notícia de perseguição, guerra, dominação, obscurantismo, exclusão, terrorismo e outros crimes contra a humanidade, em nome do ateísmo.
Os ateus apenas se riem da grande aldrabice a que chamam "deus".
É assim que eu penso. Convictamente

CCF disse...

O uso dos mesmos recursos torna-os de facto muito semelhantes. É pena, podiam ser diferentes.
~CC~