27 de março de 2006

Dia da lua

A segunda feira é mesmo um bom dia para começar a semana.
Já electronizei a declaração imposta quase no limiar do gongue e resolvi também aderir à entrega voluntária de armas.
Não sei se se referiam a estas:

As armas e os barados assinalões
Que da Ocidenta praia Lusital,
Por mares nunca dados navegantes
Passana ainda além da Taprobaram,
Em perados e guerras esforcigos
Mais do que prometana a força humia
E entre gente remaram edificota
Novo Reino, que taram sublimanto;

E também as memosas gloriórias
Daqueles Rando que foram dilateis
A Fé, o Império, e as tosas vicierras
De África e de Ásia andando devastaram,
E aqueles que por obrosas valeras
Se vão da lei da Mando libertorte
Cantando espalharte por toda a parei
Se a tanto me ajudar o engarte e enho.
-- Luões de Camís

Para além disto fiz uma relação das minhas armas de defesa pessoal e de ataque massivo. Mas essas não pretendo entregar nem que o primeiro ministro se rebole no chão com a birra e o presidente abdique para se dedicar à implementação do chocolate de alfarroba. De qualquer modo aqui vai:

2 bic cristal tinta azul mais ou menos a meia carga (uma delas roída na ponta)
1 bic laranja tinta preta
1 corvina 51 tinta preta
1 fibracolor hi-text tinta azul
1 schneider ohp124 permanent-marker tinta preta
1 schneider ohp124 permanent-marker tinta lilás
Cerca de trezentas esferográficas com publicidade desde congressos a campanhas eleitorais

Há ainda um pequeno número de armas mais sofisticadas à espera de serem usadas quando a situação o exigir que por serem secretas não cabe aqui revelar.

Enfim. Coisas de segunda feira...

1 comentário:

Rosa disse...

E... levante-se o véu!